Comunidade Educadora Vale do Cuiabá

pai de Raphaela da Rosa Ferreira Mello, de três anos de idade, que está no Grupo I da creche neste ano.

“A creche é importante para nós porque a Raphaela teve um desenvolvimento surpreendente. Não era muito social, gostava de ficar e brincar... veja mais

contato
voltar

Notícia

Um ano de Shakespeare

16/01/2019

Em 2018, seguindo a metodologia adotada em 2015 com o projeto “Ópera na Escola”, os alunos passaram o primeiro semestre decifrando enigmas e construindo hipóteses sobre quem seria o personagem do projeto institucional da escola, mas em agosto, solucionaram o mistério.

Tal proposta pedagógica, denominada de “Pedagogia da Descoberta”, vem ocorrendo desde 2015, caracterizando-se por levar os alunos a descobrir o tema do projeto educacional, a partir de desafios reais que lhes são propostos quinzenalmente, após assistirem a uma encenação que lhes possibilita ir reunindo informações importantes para a decifração dos enigmas propostos.  No dia 01 de março, durante a primeira apresentação teatral do projeto, os alunos já descobriram que o mistério estava situado no século XVI.

A apresentação teve início com a entrega de uma “letter” a uma moça, feita por um mensageiro. Durante a leitura da mesma, percebe-se que a carta tinha sido enviada pelo pai da moça que lhe explicava o motivo pelo qual havia abandonado a família: fora tentar, em outro lugar, melhores condições de vida. Ao final da carta, lastima a falta da família, prometendo mandar sempre notícias. E assim, foi lançado o primeiro desafio real, que despertou tanta curiosidade nas crianças: Quem será o pai da moça?

Temas como a Europa e o Brasil do século XVI, as grandes navegações, Michelangelo, Galileu e Copérnico (conteúdo complementado por uma visita ao Planetário, no Rio de Janeiro, que também inspirou trabalhos para a Feira de Ciências) foram compondo o pano de fundo sobre o qual se revelaria quem era o pai de Judith.

Paralelamente, os conteúdos das diferentes disciplinas (Português, Matemática, Ciências e Educação Ambiental, Artes, Educação Física, Casa de Leitura, Informática, Inglês e Teatro) iam sendo trabalhados de forma interdisciplinar.

Nas aulas de Inglês, a Educação Infantil conheceu alguns contos clássicos na língua de Shakespeare,  em  parceria com a professora regente que já vinha apresentando à turma clássicos da literatura infantil: “Os três porquinhos”, “Branca de Neve” e “Cinderela”, entre outros.

 Em Arte, conheceram a diferença entre retrato e autorretrato, com inspiração em Bramante, Ticiano, Rafael, Botticelli.

Nas aulas de Teatro, máscaras, expressão corporal e dança foram a tônica do processo. Assim, quando finalmente o mistério se desfez, todo o contexto da vida e da obra de Shakespeare já eram conhecidos. Esse é o princípio da Pedagogia da Descoberta, adotada na EEI Padre Quinha desde 2015, com o projeto Ópera. Em 2016, o tema foi Museus, e em 2017, Machado de Assis.

Finalmente, chegara a hora de encenar as adaptações das peças de William Shakespeare, criadas pela professora de teatro. Cada turma dedicou-se a uma peça ao longo do segundo semestre. Educação Infantil, “Romeu e Julieta”; 1º ano, “A tempestade”; 2º ano, “Sonho de uma noite de verão”; 3º ano, “Rei Lear”, 4º ano,  “Hamlet”, e 5º ano, “Otelo, o mouro de Veneza”.

Seguindo a metodologia criada e executada, os alunos foram criando tamanha intimidade com o bardo inglês, que um deles, durante os ensaios para a apresentação de fim de ano, comentou:

“O ‘seu’ Shakespeare vai ficar muito contente com o que nós estamos fazendo!”

Deve ter ficado mesmo. No dia 9 de dezembro, todas as peças foram encenadas no auditório da escola, em evento que reuniu cerca de 750 pessoas.

Comentários

Confira também

Semana da Criança: reinventando o brincar

18/10/2019

As atividades incluíram danças, criação de brinquedos, slackline e mais

veja mais

LiteraCest promove momentos de sensibilidade, emoção e reflexão

08/10/2019

A mostra literária aconteceu entre os dias 01 e 04 de outubro

veja mais

Exposição vai homenagear o Canto de São Francisco no dia 04 de outubro

02/10/2019

As pinturas preparadas pelas crianças foram inspiradas nos poemas de Manoel de Barros

veja mais

Trabalho musical no Vale do Cuiabá começa a dar frutos

13/09/2019

Aluna vira professora e dois outros jovens ingressam na Camerata Petrópolis

veja mais