Comunidade Educadora Vale do Cuiabá

mãe de aluno do 2º ano de escolaridade

Eu adoro aqui, não tenho o que reclamar, tanto que a minha menina virá estudar aqui também. Ela está na creche e vai descer para cá. Eu gosto, o ensino é bom e meu filho adora também. É o terceiro an... veja mais

contato
voltar

Notícia

Trabalho musical no Vale do Cuiabá começa a dar frutos

13/09/2019

O trabalho musical no Vale do Cuiabá, através da parceria com a Ação Social pela Música, começa a dar frutos. 

ANNA LUÍSA BERTHOLDO

Anna Luísa Bertholdo é a primeira professora a ser formada pelo projeto e começa a dar aulas de Violino Iniciante para uma turma de 16 alunos. Confira essa pequena entrevista realizada com ela:

1 - O que foi a música na sua vida? O que ela trouxe a você desde o primeiro contato com o violino?

Anna: A música foi um meio de fugir de todos os meus problemas. Com o tempo ela deixou de ser um hobby e passou a se tornar algo a mais. Assim ela começou a tomar lugares diferentes e a dominar todo meu coração. A partir disso, decidi o que queria: ser uma professora de violino.

2 - Qual foi sua sensação quando soube que viraria professora?

Anna: Nem sei explicar, foi um sonho se tornando realidade. No primeiro momento nem acreditei, só foi cair a ficha quando cheguei em casa. Com certeza foi um dos melhores dias da minha vida. Amo passar à frente tudo o que eu aprendi.

3 - Quais seus desejos e objetivos no mundo musical?

Anna: Meu principal objetivo agora é fazer faculdade de licenciatura em Música para poder ter um diploma e me especializar no que amo fazer.

4 - Qual sua visão para a mudança de vidas pela música?
Anna: A música é um novo jeito de se comunicar, através dela me tornei uma pessoa mais comunicativa. Vejo que é um idioma universal e que quando feita direito, pode gerar grandes resultados. Por meio dela podemos nos conectar e nos tornarmos pessoas melhores.

CAMERATA PETRÓPOLIS GANHA DOIS INTEGRANTES

Mais dois alunos da ASMB no Vale do Cuiabá foram convidados a fazer parte da Camerata Petrópolis, um grupo musical de alunos do Projeto Ação Social Pela Música, liderado pelo Professor Gabriel Veloso, onde a música clássica, em seu nível elevado, se consagra por meio dos ensaios e supervisão do Professor Fernando Bru, grande violoncelista da Orquestra Sinfônica Brasileira.
Guilherme Portela (flauta transversal) e Luiz Miguel Pacheco (violino) estão super empenhados e arrebentando nesse novo desafio. Confira a entrevista com Guilherme, que já atua na Camerata desde o 1º semestre:

1. O que a música mudou na sua vida?
Guilherme: A música atualmente pra mim é simplesmente tudo, não consigo me imaginar sem ela. Antes de conhecê-la, eu tinha planos completamente diferentes pra mim, mas depois que ela entrou em minha vida, eu sinto como se meu coração pulsasse por isso.

2. O que é pra você ter a oportunidade de participar da Camerata Petrópolis?
Guilherme: Ter a oportunidade de participar da Camerata Petrópolis é incrível. Depois que entrei para esse grupo tão especial, foram abertas mais oportunidades ainda para meu crescimento profissional. Valorizo muito essa oportunidade e sou muito grato por ela.

3. Quais seus objetivos e desejos no mundo musical?
Guilherme: Meu maior objetivo no mundo musical, sem dúvida, é tocar em grandes orquestras internacionais e nacionais. Tenho o grande sonho de conceder a minha família uma vida melhor, e tenho fé que, através de muito estudo e dedicação, isso será possível.

4. Como está sendo a experiência de tocar na Camerata Petrópolis?
Guilherme: Está sendo uma das melhores experiências da minha vida! Evoluí muito desde que entrei, e tenho certeza de que vou evoluir mais ainda, juntamente com todos os meus amigos. Está sendo muito bom mesmo, tenho crescido muito, não só profissionalmente, como moralmente.

Comentários

Confira também

Ditado de Imagem

13/11/2019

Atividade explorou as possibilidades da prática do desenho

veja mais

Desenvolvendo reflexões numéricas

12/11/2019

Material Dourado e Ábaco ajudaram a trabalhar o conteúdo de forma lúdica

veja mais

Celebrando o professor

20/10/2019

Almoço no Canto de São Francisco incluiu até performance musical 

veja mais

Semana da Criança: reinventando o brincar

18/10/2019

As atividades incluíram danças, criação de brinquedos, slackline e mais

veja mais