Comunidade Educadora Vale do Cuiabá

pai de Raphaela da Rosa Ferreira Mello, de três anos de idade, que está no Grupo I da creche neste ano.

“A creche é importante para nós porque a Raphaela teve um desenvolvimento surpreendente. Não era muito social, gostava de ficar e brincar... veja mais

contato
voltar

Notícia

Aprendendo português brincando

24/09/2018

Os alunos do 1º ano da Escola de Ed. Integral Padre Quinha participaram, no mês de agosto, do jogo de Trincas, para trabalhar português. 

Inicialmente, os professores dividiram os alunos em grupos. Na seqüência, foram distribuídos conjuntos de imagens a cada um dos grupos e, a partir da análise dessas imagens, eles teriam que desvendar o “enigma do jogo da trinca”, qual era o emparelhamento de três palavras que representassem imagens que terminassem com o mesmo som, como por exemplo: gato, rato e mato. Durante esse processo, procurando manter um equilíbrio entre a questão pedagógica e o lúdico, as professoras Ana Lúcia e Juliana fizeram algumas intervenções, por exemplo, quando um grupo estava apresentando dificuldade, fazendo perguntas do tipo: Qual o critério que vocês estão utilizando?

Depois da brincadeira, para sistematizar o aprendizado, foram propostas algumas reflexões, a partir das seguintes atividades, relacionadas à ligação entre fonema e grafema: pediram às crianças que indicassem quais trincas elas agruparam; perguntaram como se escrevia cada palavra e anotaram no quadro; utilizaram o alfabeto móvel e pediram para os grupos montarem as palavras na mesa; colocaram no quadro uma série de tirinhas com as palavras utilizadas no jogo e convidaram as crianças a apontar onde estavam aquelas correspondentes às imagens da trinca que foram formadas; pediram que colocassem cada tira junto da imagem que ela representava na mesa. "Durante o processo, buscamos proporcionar reflexões a partir de questionamentos do tipo: vamos olhar essas três palavras que estão juntas e identificar o que elas têm de parecido? Essa começa com uma letra e essa com outra, mas o final é sempre o mesmo? Que outras palavras vocês conhecem que também terminam com essas letras? O objetivo foi conduzir os alunos a refletir sobre a correspondência entre o oral e o escrito e levá-los a reconhecer como surgem as rimas, além de ampliar o vocabulário", completam as professoras. 

Comentários

Confira também

Um ano de Shakespeare

16/01/2019

Projeto trabalhado em 2018 culminou em belas performances e muito aprendizado

veja mais

Figuras geométricas com Tangram

27/11/2018

Trabalho foi desenvolvido com os alunos do 1º ano

veja mais

Alunos desenvolvem livros digitais na Casa de Leitura

21/11/2018

Trabalham tiveram as peças de Shakespeare por base

veja mais

Tecnologia, descoberta e construção

12/11/2018

Alunos interagem no recém-reformado laboratório de informática

veja mais