Comunidade Educadora Vale do Cuiabá

mãe de aluno da Educação Infantil

Esse é o primeiro ano do meu filho, mas é o primeiro ano que ele está se destacando. É maravilhoso o colégio, a alimentação. Ele adora todos os professores. Está de parabéns o colégio, ele aprendeu basta... veja mais

contato

Ação Social pela Música

O projeto Ação Social pela Música núcleo do Vale do Cuiabá, implantado em fevereiro de 2016 na  Escola Municipal de Educação Integral Padre Quinha tem patrocínio  master da empresa GE Celma e conta com a parceria efetiva do Instituto Superior de Educação Pró Saber. A iniciativa é uma realização da Ação Social pela Música do Brasil (ASMB) que há mais de vinte anos implanta e desenvolve com sucesso projetos socioeducacionais de música em varias regiões do Brasil. A proposta  é educar através da música, utilizando-a como um agente eficaz de transformação social. O projeto do Vale do Cuiabá está inserido na grade curricular da escola e suas atividades fazem parte da proposta do projeto político pedagógico de inserir a arte em suas diversas manifestações  como elemento constitutivo na formação integral dos alunos. O sucesso e a evolução do trabalho se constatam dia-a-dia com a rapidez do aprendizado dos conteúdos musicais, com a valorização da autoestima dos alunos, que se dá com o orgulho e admiração dos seus familiares e, principalmente, pelo prazer dos alunos em adquirirem uma habilidade especifica e contagiante de encantar e emocionar o outro.




O regente da orquestra de cordas e sopro, Jean Molinari, com os professores Gabriel Rosa Moreira (flauta A), Carla Borges Thomaz (violino A), Paola Martines (violino B), Magno Cabral Pacheco (violoncelo), Daniel Albuquerque Cordeiro Lopes (flauta B), Luiz Felipe Galdino (contrabaixo) e Gabriel Veloso de Souza (viola).

 

A maestrina e coordenadora da Camerata Taiana Raider, os professores de flauta, Daniel Lopes e Gabriel Moreira, o professor de violoncelo, Magno Pacheco, o professor de contrabaixo Luiz Felipe Galdino, o professor de viola, Gabriel Veloso, e as professoras de violino, Paola Martines e Carla Borges.